sexta-feira, 25 de outubro de 2013

A vida tem seus momentos

Há momentos de tristeza; Há momentos de alegria.
 
Há momentos de perdoar; Há momentos de ser perdoado.

Há momentos de criticar; Há momentos de ser criticado.

Há momentos de cuidar; Há momentos de ser cuidado.

Há momentos de dúvidas; Há momentos de certezas.

Há momentos de lutar; Há momentos de desistir.

Há momentos de planejar; Há momentos de agir.

Há momentos de confiar; Há momentos de deixar de acreditar.

Há momentos de calar; Há momentos de falar.

Há momentos em que nos importarmos; Há momentos que não nos importam.

Há momentos de lembrar; Há momentos de esquecer.

Há momentos de decidir e seguir em frente; Há momentos de parar e refletir qual o melhor caminho a seguir.

Há momentos de acariciar. Há momentos de ser consolado.

Há momentos de amar; Há momentos de ser amado.

Nossas vidas são repletas de momentos,
Alguns são únicos, outros são momentos repetidos, já vividos.
A soma destes momentos traduz-se, no que chamamos de felicidade.
A felicidade é a soma de todos os nossos momentos.
Alguns são solitários,
Outros são vividos e compartilhados com quem amamos.

Quando duas vidas compartilham seus momentos,
A felicidade do “nós” deve sobrepor-se a felicidade do eu,
A felicidade é quando há sintonia nos momentos de ambos.
É quando o momento de um completa o momento do ser amado.

Quando amamos de verdade, o que mais importa é: dar amor quando o que mais se quer é ser amado. Acariciar mesmo quando imploramos por um colo que nos console. Seguir em frente quando se desejaria parar e refletir. Lembrar quando queria esquecer. Se importar quando ninguém mais se importa. Calar quando queria falar. Confiar mesmo quando não tem mais como acreditar. Agir quando deveria planejar. Lutar quando o mais sensato é desistir. Ter uma única certeza, mesmo cheio de dúvidas. Cuidar quando o que mais queria era ser cuidado. Deixar de criticar mesmo quando tem todos os motivos. Perdoar, mesmo quando não há mais esperanças. Alegrar mesmo quando se está imerso em um rio de tristezas... Fábio

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Amor em frases

O amor… Sempre nos perguntamos o que é o verdadeiro amor. Diversos pensadores tentaram explica-lo com palavras, mas a maioria deles, sem sucesso. Se eles não conseguiram, quem sou eu para tentar, então, explica-lo? Saibam, de antemão que não tenho a pretensão de explica-lo, pretendo tão somente reunir em um único texto os mais diversos pensamentos sobre esse sentimento belo, inexplicável e imprescindível a todos nós…
Ouvi de alguém que o amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas. Ouvi pessoas que disseram que nunca amariam novamente. Ouvi que o amor é uma bobagem, que só os tolos amam. Por outro lado, ouvi também que somente o amor pode unir os seres vivos de forma a preenchê-los e completá-los, ouvi que ele, o amor, é uma linguagem universal e em uma definição simples mas verdadeira, que é uma a vontade de ficar perto, se longe e mais perto, se perto…

Dizem que amor é quando uma pessoa conhece o seu mais profundo, escuro, e terrível segredo e ainda assim, não pensa menos de você; até mesmo se o resto do mundo o faz e que a dor do amor é tão forte quanto a dor do parto, porque deste nasce a vida, assim como do amor nasce a vontade de continuar a viver. Sendo assim, podemos afirmar que os verdadeiros covardes não são os que choram por amor, mas sim os que não amam por medo de chorar.

Michelangelo disse que o amor é a asa veloz que Deus deu à alma para que ela voe até o céu. Será? Nossa alma consegue voar quando amamos? Será que o amor surge quando aprendemos a admirar as qualidades de uma pessoa e aceitar os seus defeitos de forma que com sua simples presença, essa pessoa consiga nos fazer sentir especial?

Viver sem amor não é viver, e o maior desperdício da vida está no amor que não damos. Só que o amor precisa ser intenso, pois, quem não ama intensamente, acredita que amar é uma loucura, que os amantes são, em sua maioria absoluta uns loucos, insanos. Só quem ama ou amou de verdade, sabe que o amor só tem razão quando se ama com loucura, pois, onde manda o amor, não há outro senhor.

Algumas vezes nos entristecemos e colocamos a culpa no amor, mas não é o amor que nos traz a tristeza, se analisarmos bem, é a falta dele que nos entristece… A paixão é algo bom, divertido e que pode enriquecer muito a vida, mas difere do amor, pois, a paixão pode desaparecer, já o verdadeiro amor, cresce na medida em que os dois estão mais unidos, porque partilham mais..

O amor exige algo que só quem ama de verdade consegue dar: entrega total. A entrega é a chave do amor. Amar sempre significa entrega, dar-se ao outro. Entregar-se é baixar a guarda, é ficar exposto. Amar, é dar um pouco de nós aos outros, é deixar de fazer por nós para fazermos por quem amamos. Amar é sacrifício. Só pelo sacrifício se conserva o amor mútuo, porque é preciso aprender a passar por alto os defeitos, a perdoar uma e outra vez, a não devolver mal por mal, a não dar importância a uma frase desagradável. Por isso o amor também significa exceder-se, fazer mais do que é devido e é por essa razão que ele parece tão louco aos olhos de quem nunca amou de verdade. Amar é lutar, brigar por quem se ama e não com quem se ama, pois o verdadeiro amor não é uma luta, mas vale muito a pena lutar por ele. Quem trai a confiança de alguém que se entrega totalmente por amor é tão covarde quanto aquele que desperta o amor de alguém sem ter a intenção de ama-lo verdadeiramente.

O amor vale qualquer preço e não merece ser trocado por nada, pois, é uma força selvagem. Quando tentamos controlá-lo, ele nos destrói. Quando tentamos aprisioná-lo, ele nos escraviza. Quando tentamos entendê-lo, ele nos deixa perdidos e confusos. O amor é um passarinho que não aceita gaiola. Se for realmente verdadeiro, suporta tudo, faz com que o tempo tenha velocidades diferentes: rápido, quando estamos ao lado de quem amamos; e extremamente vagaroso que quase nos mata de saudade quando estamos longe. Curiosamente, esse mesmo tempo é o que, lentamente, consegue curar um amor que passou.

O verdadeiro amor pode modificar-se com o tempo, cresce e descobre novas maneiras de se expressar. Mas, quando ele não é correspondido é como se jogássemos uma bola para o céu, e ela, desafiando a gravidade, desaparecesse, enquanto nós, incrédulos, ficamos ali, parados, simplesmente esperando ela voltar.

O amor tem um amuleto: o beijo, por isso nunca tenha vergonha de beijar aqueles que você ama, nem se envergonhe de falar de amor...

Caso nunca tenha experimentado um amor de verdade, saiba que certas coisas na vida foram feitas para ser experimentadas, nunca explicadas. E o amor é uma destas coisas. A vida é uma incógnita, mas o amor é, e sempre será um sentimento a espera de uma total definição.

O texto foi elaborado por mim, mas algumas frases foram retiradas de ditados populares, Vinicius de Moraes, Leeland, autores desconhecidos, Mary Cholmondeley, J. L. Lorda, entre outros.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O que não é amor.

Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor. É CARÊNCIA.

Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais, isso não é amor. É FALTA DE AMOR PRÓPRIO.

Se você acredita que "ruim com ela(e), pior sem ela(e)", e sua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria - existe em função do outro - isso não é amor. É DEPENDÊNCIA.

Se você acha que o ser amado lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio, isso não é amor. É EGOÍSMO.

Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor. É AMIZADE.

Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor. É DESEJO.

Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor. É PAIXÃO.

Agora, sabendo o que não é amor, fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação. Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e desejo; que sinta o mesmo por você, para que possam construir um relacionamento equilibrado no qual haja, aí sim, o verdadeiro e eterno amor.

Meu pai disse-me um dia: "Filho... você terá três tipos de pessoa na sua vida:

- Um AMIGO, aquela pessoa que você terá sempre em grande estima, que você sabe que poderá contar sempre; que bastará você insinuar que está precisando de ajuda e a ajuda está sendo dada;

- Uma AMANTE, aquela pessoa que faz o seu coração pulsar; que fará com que você flutue e nada importará quando vocês estiverem juntos;

- Uma PAIXÃO, aquela pessoa que você amará, desejará incondicionalmente, às vezes nem lhe importando se ela lhe quer ou não, e talvez ela nem fique sabendo disso. Mas, se você conseguir reunir essas três pessoas numa só - pode ter certeza meu filho: - Você encontrou a felicidade."

(Augusto Schimanski - 1928/1973)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Poema da Família

Existem certas pessoas carentes de entendimento
Que acham que não foi Deus que criou o casamento

A princípio lhes parece que não foi conveniente
Unir dois seres avessos, de fato bem diferentes

Mas nós que somos cristãos e temos boa memória
Conhecemos muito bem como surgiu essa história

Adão andava ocupado trabalhando com capricho
Se esforçando o dia inteiro pensando em nome de bicho
Era tigre, porco, tatu, macaco, alce, leão
Adão andava inspirado e foi mesmo abençoado com
tanta imaginação

E é possível que o sujeito também tenha reparado
Que todo animal macho tinha uma fêmea do lado
E o Senhor demais atento sondando-lhe o coração
Sentiu que era preciso dar um fim a solidão e disse:
“Adão, filho querido, não quero te ver tão só.
Far-lhe-ei uma companheira, uma jóia de primeira,
da costela e não do pó”

E pondo Deus em ação aquilo que pretendia
Nocauteou o nosso Adão dando início a cirurgia
E Deus cerrou-lhe a costela pondo carne no lugar
E assim fez a princesa esperando ele acordar

Quando o varão despertou daquele sono pesado
O corte da cirurgia já tinha cicatrizado
Então Deus trouxe a varoa e entregando a Adão
Ouviu um brado de glória e a seguinte exclamação
“Ela é carne da minha carne, ela é osso do meu osso”
E Adão foi prá galera e fez aquele alvoroço

A partir daquele dia o homem bem mais ocupado
Deixou para trás muito bicho sem nome catalogado
E até hoje rola um papo machista e bem corriqueiro
Que o homem é mais importante porque foi feito primeiro

Algumas mulheres se irritam e afirmam de arma em punho
Que a vida da obra prima vem sempre após o rascunho
Mas há também homens que falem e há quem acredite
Que Deus fez Adão primeiro para Eva não dar palpite

Mas isso é irrelevante para o sucesso da vida a dois
Para ser feliz não importa quem veio antes ou depois

Porque Deus fez tudo perfeito e discorde quem quiser
Mas o melhor da mulher é o homem e o melhor do homem a mulher.

Por Sidney Moraes

domingo, 22 de janeiro de 2012

Continuar ou terminar...

Quero dormir ao seu lado…
Queria, agora, poder te abraçar.
Quero te beijar, te proteger, te amar…
Queria, ao menos, poder sonhar com nós dois.

Sinto saudades de algo que nunca foi meu de verdade.
Como posso sentir saudade de atos seus que só existem na minha mente, na minha imaginação?
Sinto saudade de uma pessoa que aprendi a imaginar, por alguns poucos momentos juntos.
Como posso sentir saudade de alguém que, provavelmente, não existe?

Queria te fazer feliz, te dar apoio nos momentos difíceis, aceitar seus defeitos.
Quero poder tocar seu rosto, acariciar sua pele, beijar sua boca.
Queria partilhar meus problemas com você e, mesmo que não possa solucioná-los, ganhar de ti o carinho que me consolaria e me daria forças para continuar em frente.
Quero poder te dizer um eu te amo silencioso, daqueles que poucos conseguem escutar.

Espero-te solitário,
Todas as noites,
Só para, ainda que de longe,
Escutar que ainda me quer, mesmo não podendo.

Deveria terminar isso que escrevi na linha anterior,
Mas, após muito pensar, não consegui encontrar uma forma de finalizar o que escrevi acima.
Será que devo terminar aquilo que nem começou?
Ou será que já começou e agora não terminará mais…

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Incoerências


Quem nunca ouviu o ditado: Em casa de ferreiro o espeto é de pau? Esse ditado antigo, ainda hoje faz todo sentido. Não acredito no faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço. Como me disse uma vez um amigo meu: quem quer um exemplo precisa, antes de tudo, ser o exemplo.

Vivemos em um mundo totalmente incoerente, em que a grande maioria das pessoas não pratica aquilo que prega. Como “pergunta cantando” a banda Black Eyed Peas em sua música: Where Is The Love: Você pratica o que você prega?

Conheço pessoas que exigem fidelidade absoluta, mas são totalmente infiéis;

Pessoas que dizem aos quatro cantos que amam de verdade, mas não fazem o mínimo esforço por aqueles ou aquilo que dizem amar, parece que amam por obrigação ou conveniência. Será que isso é amor de verdade?;

Pessoas que reclamam de tudo, mas não movem uma palha para mudar nenhuma das situações;

Pessoas que criticam o governo, mas se dizem apolíticas; Pessoas que criticam os “reality shows”, mas estão sempre comentando sobre eles;

Pessoas que se dizem cristãs, aqui sem distinção de religião e sem generalizar, mas que não seguem aquilo que a sua religião prega, assim que saem da Missa ou do Culto já cometem um pecado (alguns nem esperam sair da Igreja); Ateus que na hora do sufoco pedem ajuda … a Deus!

Pessoas que só cumprem com a palavra enquanto lhes convém;

Pessoas, que, compartilham ou escrevem frases maravilhosas nas redes sociais, mas só para os outros lerem, muitas vezes nem concordam com aquilo;

Pessoas que se dizem verdadeiras e sinceras, mas basta alguém deixar a roda de amigos para que a tal “sinceridade” floresça;

Pais que pedem aos filhos que mintam por eles, mas se irritam profundamente quando os filhos mentem para eles;

Eu defendo um planeta melhor, ruas mais limpas, mas não cuido do meu lixo limpo, jogo lixo na rua (só não existe lixeira para nós). Não faço nem a minha parte como posso cobrar dos outros…

Li uma vez que: “Não existem castigos nem punições, apenas consequências”.

Temos gestores financeiros endividados; Administradores desorganizados;

Padres, pastores, etc que não praticam a caridade, a bondade, ou qualquer outra coisa que tanto exigem dos seus fieis;

Alunos que espalham aos quatro cantos que a escola onde estudam é uma porcaria, mas que um dia apresentarão, com orgulho, um diploma assinado pela escola porcaria a um empregador.

Críticos ferrenhos do trânsito caótico das grandes cidades que param em fila dupla (rapidinho), não dão seta por que não tem nenhum carro perto, falam ao celular e quando a multa chega, existe uma conspiração da indústria de multas contra ele;

Profissionais totalmente amadores; como canta Humberto Gessinger em sua música “Dom Quixote”: Grandes negócios, pequeno empresário, só pra citar mais uma canção que fala dessas incoerências.

Não. Ninguém é perfeito (e quem se achar perfeito já tem um defeito), eu mesmo me enquadro em algumas das inconsistências acima. Nossa imperfeição não pode ser desculpa para que não pratiquemos aquilo que pregamos, ou nos esforçamos para praticar ou paramos de pregar…

Uns dizem que somos aquilo que comemos; outros que somos o que pensamos. Eu prefiro afirmar que somos aquilo que praticamos…

Para finalizar, um provérbio que diz o seguinte: “Antes de começar o trabalho de mudar o mundo, dê três voltas dentro de sua casa”.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Amor de verdade...

Há muito tempo atrás, um casal sem filhos, moravam em uma casinha humilde de madeira, tinham uma vida muito tranquila, alegre, e ambos se amavam muito. Eram felizes.

Até que um dia, aconteceu um acidente com a senhora. Ela estava trabalhando em sua casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo o seu corpo. O esposo acorda assustado com os gritos e vai a sua procura, quando a vê coberta pelas chamas, imediatamente tenta ajudá-la. O fogo também atinge seus braços e, mesmo em chamas, ele consegue apagar o fogo.

Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída.

Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave. Após algum tempo aquele senhor menos atingido pelo fogo saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. Ainda em seu leito a senhora toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava toda deformada, queimara todo o seu rosto.

Chegando no quarto de sua senhora, ela foi falando:

- Tudo bem com você meu amor?

- Sim, respondeu ele, pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais enxergar, mas fique tranquila amor que sua beleza está gravada em meu coração para sempre. Então triste pelo esposo, a senhora disse-lhe:

Deus vendo tudo o que aconteceu a meu marido, tirou-lhe as vistas para que não presencia esta deformação em mim. As chamas queimaram todo o meu rosto e estou parecendo um monstro.

Passado algum tempo e recuperados, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido esposo, e ele todos os dias dizia-lhe o quanto a amava
.
E assim viveram vários anos até que a senhora veio a falecer.

No dia de seu enterro, quando todos se despediam, então veio aquele senhor sem seus óculos escuros e com sua bengala nas mãos, chegou perto do caixão, beijando o rosto e acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante:

- Como você é linda meu amor, eu te amo muito.

Ouvindo e vendo aquela cena um amigo que esta ao lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre e, olhando nos olhos dele, o velhinho apenas falou:

Nunca estive cego, apenas fingia, pois quando a vi toda queimada sabia que seria duro para ela continuar vivendo daquela maneira. Foram vinte anos vivendo muito felizes e apaixonados!!!

Na vida temos de provar que amamos!
Muitas vezes de uma forma difícil
E, para sermos felizes,
temos de fechar os olhos para muitas coisa,
mas o importante é que se faça única e
intensamente com AMOR!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Música: Eu preciso te esquecer

O momento exato de esquecer é quando a dor se torna insuportável.
video


Eu Preciso Te Esquecer

Cláudia Telles

Tudo se perdeu
Foi tudo em vão
Da vida que eu pensei
De um sonho a dois

No meu peito uma saudade
Veio sem querer
E as coisas que são tuas
Eu não posso esquecer

Tanto tempo
Eu tive pra dizer
Que tudo que eu te fiz
Foi sem querer

Já não tem por que chorar
Se eu sei que te perdi
E a mágoa que você deixou
Só faz eu te dizer agora

(2x):
Eu preciso te esquecer
E ter que seguir
Sem pensar em você
Uh, uh, uh

**************************************************

Eu Preciso te Esquecer
Sampa Crew

Nem que eu falasse todas as palavras
Iria expressar a saudade
E nada que aconteça me distrai
Conversar com os amigos
Fazer que tanto faz
O momento que você propôs
Que fosse terminar o nosso sonho a dois
De repente nem sei como aconteceu
Tudo se acabou, tudo se perdeu
Preciso ser mais forte e me conformar
Eu sei será difícil
Mas devo tentar

Eu preciso te esquecer
E ter que seguir sem pensar
Em você huuuu...
Eu preciso te esquecer
E ter que seguir
Sem pensar em você huuuu...

Na areia da praia
Ainda posso ver
As pegadas de um passeio só eu e você
Que se foi como as folhas no outono
Me deixando assim sozinho meio tonto e coração
Ficou triste por um sonho do passado
Que se viu no presente despertado
Se o destino decidiu
Te levar de mim
É porque pra nós dois, será melhor assim
Preciso ser mais forte e me conformar
Sei será difícil
Mas devo tentar

Eu preciso te esquecer
E ter que seguir sem pensar
Em você huuuu...
Eu preciso te esquecer
E ter que seguir
Sem pensar em você huuuu...

Cora Coralina

Não sei se a vida é curta ou longa para nós,
mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.


Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja
intensa,
verdadeira,
pura
enquanto durar.

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.